Lilypie Kids birthday Ticker Lilypie Kids Birthday tickers
Ser mãe: O papel da minha vida
Domingo, 1 de Junho de 2008
Como tudo aconteceu - Parte 2 (Gustavo)
Com 21 meses, feliz dia da criança meu bebé!

Tomada a decisão de deixar tudo para trás e rumar aos Açores, o teste positivo trouxe um medo e uma incerteza que nunca tinha sentido. Era dia 28 de Dezembro. O pai tinha planeado um fim de ano não sabia onde. Pensei em fazer surpresa e contar nessa noite. Pedi-lhe uma passagem de ano calma, para descansar.
Dia 31 de Dez acordámos às 5 horas da manhã e fomos de carro (3 horas) até ao aeroporto, onde o avião nos levou a Stansted e um combóio demorou mais 2 horas a chegar a Londres. 8 horas de viagem para passar uma noite... Mas ele não sabia e não percebia porque estava eu tão nervosa e cansada.
Então, ao jantar ofereci-lhe o presente de Natal dele (nós trocamos os nossos presentes de Natal só na noite de fim de ano): um pacotinho com umas meias Timberland bem pequeninas. Ele chorou. De felicidade. Ficou tão feliz!
Desta vez queríamos outra menina! Sem dúvida. Outra menina dos nossos olhos. Era a Mafalda. Nem conseguíamos imaginar o que seria ter um rapaz estarola que só soubesse atirar coisas e fazer disparates! Nem pensar.
E então o médico disse: - Está a ver isto aqui? É a pilinha. E eu comecei a soluçar, a chorar sem controlo. Fiquei tão feliz, tão orgulhosa. Um menino. Um menino da mamã! Um menino! O meu Gustavinho.
E tudo foi tão diferente. Pouco mais de duas horas no hospital e o médico nem teve tempo de calçar a segunda luva porque ela estava cheio de pressa em nascer. E era lindo! Lindo o meu bebé. Não consegui tirar os olhos daquele bebé. E passei a primeira noite a pensar em como ele era lindo e a cantar a música do Ruca: Eu sou um rapazinho, embora pequenino, tenho muito tino, eu sou o Guga... Foi uma paixão tal que passava o tempo a dizer que o adorava e que ele era lindo. Enquanto o amamentava, fazia-lhe festinhas na cara e depois deixava-o dormir no meu colo, e sorrir, e suspirar. E babava. Como era possível ter uma coisa tão fofinha assim? Acho que lhe dei mais colo na primeira semana do que à Matilde no primeiro mês! Não conseguia largar o meu bebé.
Quando ele estava na minha barriga pensei que nunca sentiria por ele o amor que tinha pela minha pequenina.
Com o passar do tempo percebi que quanto mais tempo estamos com eles, mais nos apaixonamos. Quando estou com ele ao colo, quando me dá a cara para um beijo, quando se derrete a rir com cócegas, quando revira os olhos a fazer gracinhas, quando imita a vaca e o macaco, quando me abraça, quando acalma o choro ao meu colo e só me quer a mim, percebo que este menino é o meu amor. Porque se foi ela que me ensinou a sentir o amor e a ser mãe, foi ele que me ensinou que esse amor se multiplica e nos enche ainda mais.

Gustavo, bebé da mãe, amo-te tanto e cada vez mais.


publicado por Motherblog às 22:52
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


posts recentes

Matilde 11 anos

Gustavo - 8 anos

2014

A minha cama tem mel

Cheirinho a Verão

Aniversário do pai

Brincadeiras no carro

A Primavera chegou

Um ano no colégio novo

Passagem de ano

arquivos

Dezembro 2014

Novembro 2014

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

Janeiro 2004

Dezembro 2003

blogs SAPO
subscrever feeds